Internet por satélite de Musk vai custar R$ 530 mensalmente no Brasil

0
44

Elon Musk busca resolver o problema de conexão de internet especialmente em áreas rurais, onde a rede de fibra óptica, por exemplo, tem dificuldade de chegar.

A Starlink, operadora de satélite, braço da SpaceX, do bilionário Elon Musk, divulgou os preços para contratação da internet da empresa, após aval da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para o fornecimento de internet no Brasil. 

É possível fazer uma pré-reserva do serviço, que promete velocidades de download de 150-500 Mbps e latência de 20-40ms, direto no site da empresa. Os custos ao consumidor são de cerca de R$ 9.400 no ano.

O valor inclui a assinatura mensal (R$ 530 por mês), o hardware que é necessário para a conexão e comprado separadamente (R$ 2.670 pago uma única vez), e o frete, que muda a depender do endereço, (mas em uma simulação para a Av. Chedid Jafet, em São Paulo, sairia R$ 365), sem contar os impostos e uma taxa de importação.

As informações estão disponíveis no site da Starlink, que para mostrar os preços pede um endereço. O site também avisa que o serviço deve começar a estar liberado em meados de 2022.

A Internet da Starlink, de acordo com informações da empresa, funciona enviando informações através do vácuo do espaço, onde se desloca mais rapidamente do que em cabos de fibra óptica, o que a torna mais acessível a mais pessoas e locais.

Veja o kit: 

Deixe uma resposta